Cultura

Loading...

quinta-feira, 6 de outubro de 2016

Crer na Existência

        PROVAS DA EXISTÊNCIA DO G:.A:.D:.U:.

Os requisitos mais importantes para um profano transpor a porta de um Templo maçônico e poder ser iniciado em nossa sublime Ordem, são: ser livre e de bons costumese crer na existência de um Ser Superior, Criador do Universo, a quem chamamos G:.A:.D:.U:., ora, então necessitamos, no mínimo, comprovar sua existência.
Miguel Alexandre Viana Lopes
O ser humano é por natureza um antidogma necessita usar de seus sentidos para comprovar a existência, principalmente aqueles que chocam a sua realidade, tanto que o “ver para crer” se tornou provérbio, a partir de São Tomé. No entanto a limitação de seu desenvolvimento intelectual e/ou moral, não o habilita, de no mínimo estimar, um conceito preciso sobre Deus e muito menos sua definição e a comprovação está nas diversas religiões e doutrinas que se formaram através dos tempos, conotando-o, conforme suas crenças e aqui abro uma pequena ressalva para citar, senão o mais ou um dos mais sensatos pensadores religiosos da atualidade, Tenzin Gyatso, atual  Dalai Lama, líder budista tibetano, que profetiza: “a melhor religião é aquela que mais aproxima o ser humano de Deus”. O que sobeja nessa afirmação é sua etimologia já que religião vem do latim “religare”, cujo significado é “religar a criatura ao Criador”.

Então, conceituar DEUS não nos leva a lugar nem um, haja vista, que o homem, até esse momento não chegou a um conceito único, pela simples razão que Ele está fora de seu contexto.

Agora o que podemos e devemos é comprovar a sua “Existência”, e a melhor maneira pela credibilidade, dado a possibilidade de comprovação dos resultados é através das ciências.

Para tanto vou me servir de exemplos em alguns de seus ramos, tendo por base pesquisas e textos de um renomado cientista americano, Dr. Abraham Cressy Morrisom, ex-presidente da Academia de Ciências de Nova York, que assevera:

ainda estamos no amanhecer da era científica, e todo aumento de luz revela mais e mais a obra de um Criador Inteligente. Nós fizemos descobertas estupendas; com um espírito de humildade científica e de fé fundamentada  no conhecimento e estamos nos aproximando de uma consciência de Deus”.

Eis algumas razões que respaldam a fé raciocinada:

Na ASTRONOMIA:                              * 1milha/h = 1,6 Km/h

            a terra gira em seu eixo a 1600 Km/h(1000milhas/h) no equador; se ela girasse a 160 km/h(100milhas/h), nossos dias e noites seriam dez vezes mais longos e o sol provavelmente queimaria nossa vegetação de dia, enquanto a noite longa gelaria qualquer broto  que  sobrevivesse

            se a atmosfera terrestre, não fosse de 60 km (96milhas), tivesse, digamos 50 km (80milhas), os meteoritos e aerolitos, não seriam desgastados pelo atrito e chegariam a terra com uma velocidade de impacto que causariam verdadeiras catástrofes”.

            se a lua fosse 80.000 km (50.000milhas) (dista 365.000 km da Terra) mais longe do que é hoje, nossas marés poderiam ser tão grandes que duas vezes ao dia os continentes seriam submergidos; até as mais altas montanhas como Himalaia, ficariam  encobertas

se o Sol não estivesse a 150 milhões de km( ou 01 unidade astronômica(ua))da Terra), se mais distante, os efeitos da sua fonte de calor(conversão de massa em energia) seria insuficiente para vida na terra; se mais próximo poderia gerar uma intensidade calórica de tal forma que “fritaria” os seres vivos, aqui presentes”.

Alguns dados astronômicos e correlações para termos uma idéia mínima do maravilhoso Cosmos e principalmente da Inteligência Criadora que o idealizou:

**(ano-luz= distância que a luz (300mil Km/s) percorre em um ano = ( 300mil Km/s X 31.536mil s) = 9,46 trilhões de Km, e a estrela mais próxima( Alpha Centauri = SIS de 03 estrelas, A e B =4,37anos-luz e a C = 4,24 anos-luz)está 4,24 ano luz da Terra =40 trilhões de Km). A estrela mais brilhante para nós é a SIRIUS, Constelação de Cão Maior, dista 8,58 anos-luz da Terra (8,58 x 9,46 = 81,17 trilhões de Km) .

***SOL--a massa do SOL = 333 mil vezes a massa da TERRA, idade Terra= 4,56 bilhões de anos; idade do SOL= 4,8 bilhões de anos, diâmetro do sol= 1,39 milhões de Km, temperatura de superfície= 6.000 ºC, tamanho = 111 x o tamanho da TERRA; tempo que a luz do sol leva para chegar a terra= aproximados 8min(150 milhões Km/ 300 mil Km/s = 500s/60= 8,33min), então para chegarmos a estrela mais próxima de nosso sistema, viajando à velocidade da luz, levaríamos 4,24anos  

** 01 pé = 33 cm

 se o eixo da terra não possuísse uma inclinação de 23º, o que define as estações do ano, os vapores do oceano mover-se-iam de norte a sul, transformando-nos em continentes de gelo”.

se a crosta terrestre fosse 3,3m(10 pés) mais espessa, não haveria oxigênio para a vida”.
se o oceano fosse só 3,3m(10 pés) mais fundo, o gás carbônico e o oxigênio seriam absorvidos e a vida vegetal não poderia existir

Na ZOOLOGIA:

a vespa quando se aproxima a hora da postura, alça vôo e procura um gafolhoto e lhe aplica uma picada em um ponto não letal, que o anestesia e o imobiliza, ponto este que a ciência ainda não descobriu, o carrega para seu ninho e desova em seu abdômen, pois sabe que seus filhotes ao eclodirem necessitarão de carne viva para ter a energia suficiente para sobreviverem, morre. Seus filhotes começam a comer o gafolhoto pelas partes não letais e quando este morre, eles já estarão aptos a voar”

“se colocarmos um salmão pronto para desova em um rio afluente com as mesmas características da água onde nasceu, desde transparência, ph, oxigenação e caloria, ele sabe, por estar no curso de sua existência, que não é este o local da desova, e a retém por até 2(dois) anos, e quando o encontra, nada em direção oposta a correnteza, desova e morre.  Seus descendentes farão o mesmo percurso”

Na ECOLOGIA:

 “a Austrália é um país essencialmente agrícola e possui grande costa marítima. Os ventos vindos do mar dizimavam as plantações. Como solução, os agricultores plantaram palmeiras, como proteção(sebes), suas sementes eram jogadas e assim a proteção virou praga e eles desesperados usaram de tudo para fazer sua contenção, chegaram a queimar aldeias inteiras. Em congresso sobre ecologia, os cientistas concluíram que existia na Amazônia um besouro que controlava as palmeiras ali existentes, por alimentarem-se de sua raiz. Importaram o besouro do Brasil e aí ficou palmeiras para besouros, besouros para palmeiras e o equilíbrio ecológico se restabeleceu”

Na MATEMÁTICA:

“se colocarmos no bolso, 10(dez) moedas de 01(um) centavos, enumeradas de 01(um) a 10(dez) e dermos uma boa agitada e após tentarmos pegá-las na ordem de um a dez, pegando uma moeda de cada vez.

Matematicamente, sabemos que a chance de pegar a de número um é de um para cada dez tentativas; de pegar a um e a dois na seqüência é de UM em 1000 tentativas e assim por diante; sua chance de pegar todas as moedas, em seqüência, seria de UM em DEZ BILHÕES de tentativas”

Por isso e por outros exemplos que impressionam nossa retina pela beleza, complexidade e lógica que não há chance em um bilhão que a vida no planeta seja um acidente ou um acaso.

É cientificamente comprovado o que o salmista disse: “Os céus declaram a Glória de Deus e o firmamento as obras de Suas Mãos.

Na visão do LIVRO DOS ESPÍRITOS, na questão 04, PROVAS DA EXISTÊNCIA DE DEUS, indaga Alan Kardec aos espíritos superiores: “onde podemos encontrar a prova da existência de Deus? Resposta dos Espíritos:

-em um axioma que aplicais às vossas ciências: não há efeito sem causa. Procurai a causa de tudo o que não é obra do homem, e a vossa razão vos responderá.

Comentário de Kardec:

-para acreditar em Deus, basta ao homem lançar os olhos sobre as obras da criação. O Universo existe, portanto ele tem uma causa. Duvidar da existência de Deus seria negar que todo efeito tem uma causa e admitir que o nada pode fazer alguma coisa.

Na filosofia.

Faço aqui uma pequena digressão sobre o UNIVERSO E SUA CRIAÇÃO (considerando o universo cósmico como finito, em expansão e evolução, paradigma da ciência moderna), tendo como base o filósofo religioso, Robert Charles Sproul, que afirma: o problema é, algo existe. Mas, o existir agora, não quer dizer que sempre existiu.

As possibilidades então se resumem:

o Universo ser auto-criado;

ou Universo é eterno;

ou o Universo foi criado por algo eterno.

Destas a única alternativa que elimina uma causa eterna é ser auto-criado, o que é um absurdo lógico, pois algo criar a si mesmo, esse algo teria de existir antes de si mesmo. Implícito, nessa proposta, vem o outro equívoco de se dizer de que o universo surgiu ao “acaso”, isto é, não existe e nem é preciso uma causa. Mas, “acaso” é uma abstração sem valor real. Causa e justificativas de um fato podem até ser desconhecido, mas nunca inexistentes.

Se o universo não é auto-criado, então a alternativa seria que ele é eterno. Mas, um universo eterno não é aceito pelo paradigma(representação de um modelo a ser seguido) da ciência atual. O paradigma científico fala em princípio do Universo. A matéria é contingente(eventual, duvidoso, incerto; que pode ou não acontecer), limitada e mutável.

Tempo e espaço passaram a existir somente com o surgimento do universo. Portanto, se o universo não é eterno, e nem auto-criado, então é necessário que exista algo criador, distinto do universo, que explique e dê origem à existência do universo. Sendo distinto do universo, essa causa de tudo pode ser eterna, por pertencer a outra realidade, e pode então ser infinita.

E se essa entidade primeira é a causa de tudo, então ela não só pode, mas é, necessariamente, infinita, por não pertencer à realidade do começo e fim, qualidades comuns a matéria e tempo( senão, se retorna ao problema lógico acima). Eliminado o conceito de “acaso”, essa entidade, sendo iniciadora de tudo, tem que ser criativa; portanto, ela é uma personalidade.

E mais, como existe inteligência na criação, essa entidade criadora também tem que ser inteligente, porque, somente a inteligência pode criar inteligência; um universo físico/mecânico não pode produzir inteligência. E mais, como existe vida no Universo, essa Entidade Criadora também tem que ser viva, porque só a vida pode criar vida, como a realidade demonstra.

conclusão: não sendo o Universo Eterno e nem Auto-Criado, é necessário que haja uma Entidade Criadora Infinita, transcendente, soberana e pessoal; ou seja, essa Entidade acaba tendo uma definição semelhante ao Deus da Bíblia, conforme crê o cristianismo. A verdade é que, não importa que passos se tomem mais atrás para tentar explicar a realidade como algo natural, Deus sempre acaba aparecendo.

Ainda bem, porque senão, tudo, inclusive minha existência, seria um mero acidente cósmico, ou seja, minha existência seria um absurdo.

E mais maravilhoso é que esse tremendo criador é também misericordioso; ele nos chama para um relacionamento eterno com ele no seu perdão e amor em Cristo, dando assim um significado e sentido a vida. Sempre que penso em Deus a transcendência de sua personificação me vem a mente e não aponho forma, pois o reconheço como a expressão concreta do Amor. Ao observar as belezas infindas de nosso mundo material, desde os seres vivos e seus habitats, dos seres inorgânicos e suas composições, da organização dos nichos necessários, da evolução dos uni aos pluricelulares, da diversidade da fauna e da flora, da cadeia evolutiva e constante das espécies, em toda a extensão piramidal, mas que transcendem a inteligência humana em suas interações, o que remete a uma Inteligência Universal que pode pensar o Todo como uníssono à engrenagem Cósmica. O homem, haja vista, a escala inferior em que se encontra na classificação evolutiva dos Mundos Materiais, o que o distancia muito dos Planos Ascensionais mais próximos do Criador e que somente ao Espírito Puro é permitido vivenciar. Por todas essas razões Deus será melhor compreendido quando o binômio moral-intelecto se equilibrarem.

Or:. de Porto Alegre, 26 de abril de 2016 da e:.v:.

Miguel Alexandre Viana Lopes, cadeira nº 04

Nenhum comentário:

Postar um comentário